Agatha Christie Poirot: Quatro Casos Clássicos

Agatha Christie Poirot: Quatro Casos Clássicos

Produto esgotado no momento, quer ser avisado?

Preencha os dados abaixo para ser avisado quando retornar.

Descrição

Os anos 30 e 40 foram tempos perigosos e violentos. Às vésperas, durante ou logo depois da Segunda Guerra Mundial, aonde quer que fosse, Hercule Poirot - o célebre detetive belga - era levado a investigar os mais traiçoeiros casos de assassinato... para a delícia dos leitores de Agatha Christie. Este volume reúne quatro dos mais instigantes e famosos casos de Poirot, emblemáticos da era dourada das histórias de detetive durante a qual Christie se consolidou como a maior autora de romances policiais de todos os tempos. Agatha Christie (1890-1976) recebeu o título de Rainha do Crime graças às suas histórias policiais e livros de suspense altamente imaginativos, escritos entre as décadas de 20 e 70. Autora de dezenas de romances, contos e peças de teatro, criou mistérios protagonizados por personagens variados, como a simpática Miss Marple e, sobretudo, por Hercule Poirot. Excêntrico, vaidoso e de uma perspicácia sem igual, o detetive particular conquistou legiões de leitores no mundo inteiro, ganhou status de lenda e se tornou o personagem mais presente na obra de Christie, figurando em 33 romances e 54 contos, incluindo alguns dos títulos de maior destaque da bibliografia da autora. Levado a desvendar crimes nos quatro cantos do mundo, com seus métodos incomuns e muitas vezes surpreendentes, ele sempre supera seus colegas da polícia local. Esta coleção reúne em volumes temáticos os romances do incontornável pequeno grande belga.
Tragédia em três atos (1935) :Um jantar entre amigos é perturbado pela morte súbita de um dos convivas, aparentemente de causas naturais. Mas tudo toma um novo rumo quando uma segunda morte acontece.
Cipreste triste (1940) :Uma velha senhora falece após uma longa doença sem deixar testamento, e segredos de família levarão Poirot a seu primeiro romance de tribunal.
Morte na praia (1941): Uma bela e provocante mulher é estrangulada nas areias de uma pequena praia. Poirot, de férias, perscruta todos os hóspedes do luxuoso hotel e descobre que vários teriam razões para ser o assassino.
A Mansão Hollow (1946) :Um reputado médico é baleado em plena luz do dia na propriedade de amigos onde fora passar o final de semana. Todas as evidências apontam para sua simplória mulher, mas nem sempre as coisas são como parecem.