LIVRO VERSAL ESCRITO NA PEDRA

LIVRO VERSAL ESCRITO NA PEDRA

Produto esgotado no momento, quer ser avisado?

Preencha os dados abaixo para ser avisado quando retornar.

Descrição

O extraordinário acervo de pinturas e gravuras rupestres que se encontra distribuído em diferentes partes do estado da Bahia demonstra, de forma eloqüente, a existência de uma profusa rede de comunicação visual utilizada por populações pré-coloniais que habitaram, em diferentes épocas, os ambientes de caatinga, cerrado, vale sanfranciscano e serras planálticas. Os sinais que compõem esses sistemas gráficos espalham-se pelo território do estado, indicando ter havido um conhecimento generalizado sobre técnicas de representação empregadas por grupos sociais distintos.



Ainda que não possam ser identificadas as circunstâncias sociais específicas em que as pinturas e gravuras foram executadas, os dados conseguidos permitem pensar que esses códigos imagéticos poderiam ser acionados nas mais diversas situações, tais como registro de eventos, explicação de fenômenos naturais, transmissão de experiências, delimitação de territórios, homenagens, ritualizações, contagens etc. Isso significa que os motivos pintados ou gravados englobados na denominação de arte rupestre teriam sido aplicados com funções variadas, da maneira como se emprega a escrita na sociedade moderna. Desta forma, os locais de pinturas e gravuras rupestres podem ser considerados verdadeiros documentos sobre a presença e atuação dos grupos pré-coloniais em determinada região, ao passo que se constituem em marcos de memória social para as populações contemporâneas. Assim sendo, os sítios de arte rupestre assumem a condição de monumentos históricos que evocam configurações sociais diferentes daquelas de origem européia, mas indiscutivelmente associadas ao processo de ocupação humana do território baiano.