O HEROI DESMASCARADO

O HEROI DESMASCARADO

Por: R$ 35,00 No boleto: R$ 33,25 Economize: 5,00% no pagamento com boleto

comprar
Avalie
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x sem juros
Calcule o frete e o prazo de entrega para sua região:

Descrição

Livro Ed. Estação das Letras O Herói Desmascarado: A Imagem do Homem na Moda. Este livro apresenta uma analise de como os editoriais de moda remetem a imagem do homem no final do século XX e início do XXI, discutindo como se dá a relação moda versus o herói no universo masculino. A intenção é discutir se a moda masculina por meio das imagens elaboradas para a publicação selecionada aponta transformações no comportamento do masculino e se ainda preserva traços conservadores, restritivos às novidades nos trajes e no comportamento do homem. A revista analisada Arena Homme Plus é uma das poucas do mundo dedicadas exclusivamente à moda masculina. Essa publicação inglesa, que abrange as grandes grifes da Europa e dos Estados Unidos, circula em todo o mundo apresentando trabalhos de estilistas, fotógrafos e produtores, influenciando a indústria da moda e seus consumidores. O presente estudo parte dos primórdios da fotografia de moda, quando, por volta dos anos 20, fotos começam a substituir croquis. A pesquisa destaca o jornalismo voltado ao masculino desde o século XIX, passando pelas revistas masculinas com ensaios de nus femininos até chegarmos ao nosso objetivo de análise: as revistas de moda masculina dos últimos anos da década de 1990 e do início deste terceiro milênio. Nessas publicações o foco está nos ensaios fotográficos, como eles revelam os principais fotógrafos contemporâneos e como são produzidos pelos profissionais de moda. Os editoriais de moda representam o maior conteúdo da revista Arena Homme Plus e cada edição traz até seis ensaios, o que representa em média quarenta fotos. Os editoriais escolhidos são os mais significativos para a discussão do papel herói, pesquisando as diversas faces do homem nessa virada de milênio. O instrumental teórico utiliza os conceitos de imprinting , imaginário e noosfera, de Edgar Morin seguindo a linha da semiótica para a discussão sobre a cultura e mais especificamente sobre a moda.