PIERRE FATUMBI VERGER

PIERRE FATUMBI VERGER

Produto esgotado no momento, quer ser avisado?

Preencha os dados abaixo para ser avisado quando retornar.

Descrição

Livro Ed. Terceiro Nome Pierre Fatumbi Verger. Jorge Amado escreveu certa vez que Pierre Verger (1902-1996) de tão extraordinário, parece uma invenção. De fato, a trajetória do fotógrafo francês é bastante singular. Aos trinta anos, deixou Paris, sua cidade natal, para descobrir o mundo, libertar seu olhar e se afastar de seu meio familiar e cultural. Fotógrafo e viajante, desenvolveu uma curiosidade por outras formas de viver que o levou muito além da fotografia. Os cinquenta anos que dedicou às pesquisas sobre as culturas negras do Brasil e da África, especialmente na Nigéria e no Benim, fizeram com que se tornasse etnólogo, botânico e historiador e o levaram a desenvolver um conjunto de saberes que o fizeram uma espécie de embaixador entre os dois continentes, restituindo laços rompidos pela escravidão. Homem da imagem que custou a enveredar na escrita, acabou por escrever obras etnográficas definitivas, em que registrou a riqueza e a especificidade dessas culturas e de sua oralidade. O itinerário singular e o método de trabalho original permitiram que ele recolhesse um material artístico, documental e científico notável. Este livro, que se aproxima de um estudo biográfico, é mais que uma análise da produção científica e artística de Pierre Verger ou uma reflexão geral sobre a originalidade de sua experiência. Ao narrar os passos dessa vida-obra, o antropólogo francês Jérôme Souty interroga com profundidade a etnologia, seu valor e seus limites, e contribui para a renovação dos métodos e para a reconsideração dos objetivos da antropologia.