Curso

Santander Cultural realiza o seminário Curadoria em artes visuais – um panorama histórico e prospectivo

A partir de 18 de maio de 2017
Santander Cultural realiza o seminário Curadoria em artes visuais – um panorama histórico e prospectivo

O Santander Cultural é palco para o seminário Curadoria em artes visuais – Um panorama histórico e prospectivo, que propõe uma reflexão sobre a prática e o pensamento curatorial no mundo contemporâneo. A partir de 18 de maio, o programa gratuito organizado por Fernanda Albuquerque e Gabriela Motta traz uma série de indagações que permitem traçar um espectro sobre a atividade da curadoria, da sua gênese ao seu papel na reconfiguração de um mapa político da arte. Até 13 de julho, os oito encontros de três horas de duração cada, proporcionam um espaço de fala ampliado tanto para os palestrantes quanto para os alunos. O caráter político, perspectivas educativas e dimensões históricas da curadoria contemporânea estão no programa das aulas.

Seminário Curadoria em artes visuais – Um panorama histórico e prospectivo
Aulas às quintas-feiras, sempre das 18h30min às 21h30min
Inscrições gratuitas no e-mail: ecult03@santander.com.br
Mais informações pelo telefone: 51 3287.5941

ABERTURA
Curadoria em diálogo – A prática curatorial e suas relações com a história da arte, a educação e os processos artísticos

Como ponto de partida do seminário, esta mesa de abertura aborda a atividade do curador sob três perspectivas que se cruzam nos projetos envolvendo arte contemporânea.
Participantes:
Cauê Alves – Curadoria e história da arte
André Venzon – Curadoria e prática artística
Mônica Hoff – Curadoria e educação
Quinta–feira – 18/05/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 1   –   Ministrante: Marília Panitz
Afinal, o que é curadoria?
Um possível mapeamento da atividade na segunda metade do século XX: curadoria como organização; curadoria como sintaxe; curadoria como discurso autoral; curadoria, acompanhamento crítico e crítica; curadoria e parceria.
Quinta–feira – 25/05/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 2   –   Ministrante: Suely Rolnik
O saber-do-corpo nas práticas curatoriais
Driblando o inconsciente colonial-capitalístico 
A nova versão do capitalismo, financeirizado, passa a ter como sua principal fonte de exploração e acumulação, a vida como potência de criação, sua essência. Tal fenômeno afeta especialmente o campo da arte, gerando uma constante negociação entre os interesses da arte e aqueles do capital.  A figura do curador nasce neste contexto como mediador de tal negociação, do que resultam perspectivas divergentes que materializam-se em suas práticas.  Usaremos as noções de ‘saber-do-corpo’ e de ‘inconsciente colonial-capitalístico’, para avaliar o que as difere e, sobretudo, problematizar seus efeitos nos públicos a que se dirigem.
Quinta–feira – 01/06/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 3   –   Ministrante: Frederico Morais
Curadoria como mediação – Sobre a dimensão educativa da prática curatorial
A mediação como instrumento de aproximação entre obra e espectador. A relação entre projetos educativos e projetos curatoriais. De que maneira projetos expositivos podem contribuir para a formação humanista e plural da sociedade como um todo?
Quinta–feira – 08/06/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 4   –   Ministrante: Marta Mestre
A curadoria como crítica – Imaginários institucionais e instituintes de uma prática
Imaginários em disputa e subjetividades em construção nas práticas críticas e curatoriais, desde os anos 1970 até hoje. Se o "institucional" se refere à sociedade e aos seus instrumentos políticos e econômicos operando de forma “harmoniosa”, o "instituinte" implica uma abertura às dinâmicas conflitivas da sociedade civil e seus diversos capitais simbólicos.
Quinta–feira – 22/06/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 5   –   Ministrantes: Ceres Storchi e Nico Rocha
Curadoria e percursos museográficos
Desenho interpretativo e desenho de exposições de arte: questões da construção de um pensamento para uma narrativa museográfica. Autoralidade, autonomia, compartilhamento e subordinação. Visualidade, raciocínio, percepção e interpretação.
Quinta–feira – 29/06/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 6   –   Ministrante: Moacir dos Anjos
Pensamento curatorial como prática social – Curadoria em diálogo com o contexto
De que maneira a organização de mostras de arte pode se vincular ao ambiente social e político no qual está inserida ou sobre o qual se debruça? Como proposições expositivas podem agregar ou agredir contextos sociais?  
Quinta–feira – 06/07/2017 – 18h30 às 21h30min

Aula 7 – Ministrante: José Augusto Ribeiro
A arte contemporânea desde a globalização
Este encontro aborda a expansão do circuito de arte para regiões até então negligenciadas, África, América Latina, Ásia e leste europeu, a partir de 1980, e discute a posição que a arte brasileira assume nesta reconfiguração do mapa cultural do mundo.
Quinta–feira – 13/07/2017 – 18h30 às 21h30min

Projeto realizado com Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet - MINC
Patrocínio Santander
Realização Santander Cultural
Produção Nonô Joris ArteProdutora

Santander Cultural
Rua Sete de Setembro, 1028 | Centro Histórico
Porto Alegre RS Brasil 90010-191
Telefone: 51 3287.5500
scultura@santander.com.br | www.santandercultural.com.br

Horário de funcionamento
Ter a sábado, das 10h às 19h
Domingos, das 13h às 19h
Bilheteria: ter a dom, das 14h às 19h
Não abre aos feriados