Edipo Em Colono Pocket

Edipo Em Colono Pocket

Produto esgotado no momento, quer ser avisado?

Preencha os dados abaixo para ser avisado quando retornar.

Descrição

Encenada pela primeira vez em 401 a. C., após a morte de Sófocles, Édipo em Colono coloca em cena o desgraçado Édipo e sua filha (e irmã por parte de mãe) Antígona – exemplo de coerência e devoção – vagando por terras estranhas, à mercê da solidariedade alheia. Édipo, outrora amado rei de Tebas, enfraquecido, à beira da morte, remói as amarguras pelas quais passou, reflete sobre a os mistérios da vida e a natureza humana, alargando, para o leitor, a compreensão do trágico. Os deuses cuja influência se fazem ouvir na peça garantem a acolhida de Édipo por parte de Teseu, que quer resguardar seu país de desgraças. Creonte manda buscar o ex-monarca, na tentativa de proteger Tebas, e desenha-se a guerra fratricida entre Etéocles e Polinice, filhos (e irmãos) de Édipo, que o haviam expulsado de sua terra e que, agora, querem seu apoio para a sucessão. Os acontecimentos de Édipo em Colono são, igualmente, anteriores aos da tragédia Antígona, também de Sófocles.